Cavernas do Petar – 2º DIA – Núcleo Santana – Trilha Rio Betary + Caverna Água Suja + Cachoeira Andorinha + Cachoeira Beija-Flor + Caverna Cafezal

cavernas petar

 

Contamos como foi o 1º dia de nosso passeio no post anterior:

 

Cavernas do PETAR – 1º Dia – Nucleo Santana – Trilha Morro Preto + Caverna Morro Preto + Trilha Caverna Santana + Caverna Santana + Caverna Couto

 

Contamos anteriormente, tudo que você precisa saber sobre o que encontrará em PETAR e região!

 

O que Você Encontrará ao Visitar Petar? Cavernas, Grutas, Cachoeiras, Mirantes!

 

Agora vamos relatar na íntegra como foi o 2º dia do nosso passeio!

Acordamos por volta das 7h30, preparamos os lanches da trilha, uma quantidade bem mais reforçada do que no 1º dia, pois passamos fome, rss!

 

Encontramos com o guia Pedro e o restante do pessoal que estava conosco na trilha as 8hs em frente a pousada.

 

Por volta de 8h20 estávamos novamente na entrada do Parque PETAR. Neste dia bem mais cheio do que no dia anterior.

 

 

Segundo dia – Núcleo Santana

08:30hrs – Início das Atividades

Trilha do Bethary

Cachoeira das Andorinhas

Cachoeira do Beija-Flor

Caverna Água Suja

 

1 - Trilha Rio Betary (14)

1 - Trilha Rio Betary (1)

No 2º dia continuamos no Núcleo de Santana, iniciando a pela  Trilha do Bethary. Esta é a única trilha que faz parte do Programa Trilhas de SP. A caminhada é bem tranquila e segue em meio à Mata Atlântica ciliar que protege o rio Betari.

 

1 - Trilha Rio Betary (27)

1 - Trilha Rio Betary (32)

1 - Trilha Rio Betary (37)

 

Além de muito bonita, a trilha é divertida, pois os aventureiros que a percorrem são obrigados a cruzar o rio várias vezes durante o percurso, e este era apenas o início de um dia bem “molhado”. Avistar a fauna do parque também é uma das possibilidades nesta caminhada, bandos de bugios, macacos, pacas, lontras e muitas aves habitam as margens do rio Bethary. O percurso total é de 3,6 km, no entanto, como a trilha passa em frente a duas cavernas visitáveis, e termina em duas cachoeiras, esticamos o programa.

 

1 - Trilha Rio Betary (42)

1 - Trilha Rio Betary (45)

1 - Trilha Rio Betary (46)

1 - Trilha Rio Betary (49)

1 - Trilha Rio Betary (57)

1 - Trilha Rio Betary (65)

1 - Trilha Rio Betary (80)

 

A primeira parada foi na Caverna Água Suja. Diferentemente da Caverna de Santana, aqui não há um roteiro turístico estruturado, a caminhada em seu interior se dá pelo leito do rio que atravessa a caverna. Apesar do nome, a água que corre pela caverna é transparente, e bem gelada, fica a dica para que quando for visitá-la, leve na mochila uma capa impermeável para se proteger do frio.

 

2 - Caverna Agua Suja (2)

2 - Caverna Agua Suja (3)

 

Logo na entrada da caverna já é necessário entrar na água. Poucos metros depois há uma pequena parte de areia sem agua onde é possível deixar as mochilas, para que elas não molhem, tendo em vista que surgirão partes que as águas chegarão na cintura e as vezes no peito.

 

2 - Caverna Agua Suja (4)

2 - Caverna Agua Suja (10)

2 - Caverna Agua Suja (24)

2 - Caverna Agua Suja (32)

2 - Caverna Agua Suja (48)

2 - Caverna Agua Suja (50)

2 - Caverna Agua Suja (62)

2 - Caverna Agua Suja (80)

2 - Caverna Agua Suja (88)

2 - Caverna Agua Suja (95)

2 - Caverna Agua Suja (101)

3 - Caverna Agua Suja (1)

3 - Caverna Agua Suja (6)

3 - Caverna Agua Suja (11)

3 - Caverna Agua Suja (12)

3 - Caverna Agua Suja (13)

O percurso aberto à visitação é feito quase em sua totalidade com o nível de água pela cintura, no caminho passamos por entre corredores com enormes estalactites que repentinamente se abrem em grandes salões com até 30m de altura, uma visão de um mundo surreal e encantador. A exploração termina na cachoeira de 3 m que fecha a visita na caverna.

 

3 - Caverna Agua Suja (16)

3 - Caverna Agua Suja (30)

3 - Caverna Agua Suja (31)

 

Saindo da Caverna da Água Suja, seguimos o Rio Betari até a Cachoeira das Andorinhas.

 

4 - Trilha Rio Betary (5)

4 - Trilha Rio Betary (7)

4 - Trilha Rio Betary (15)

4 - Trilha Rio Betary (25)

4 - Trilha Rio Betary (26)

4 - Trilha Rio Betary (28)

4 - Trilha Rio Betary (30)

4 - Trilha Rio Betary (34)

4 - Trilha Rio Betary (37)

4 - Trilha Rio Betary (47)

4 - Trilha Rio Betary (52)

4 - Trilha Rio Betary (55)

4 - Trilha Rio Betary (65)

4 - Trilha Rio Betary (80)

4 - Trilha Rio Betary (96)

4 - Trilha Rio Betary (105)

4 - Trilha Rio Betary (118)

 

 

Como diz o nome, a cachoeira abriga ninhos de andorinhas que dão um show de revoadas em determinadas horas do dia. As águas da cachoeira despencam de mais de 30m de altura por entre um pequeno cânion, o belo cenário natural encerra a caminhada pela Trilha do Rio Betari.

 

5 - Cachoeira Andorinha (6)

5 - Cachoeira Andorinha (3)

5 - Cachoeira Andorinha (2)

 

 

Depois de passar pela Cachoeira das Andorinhas seguimos mais alguns metros e chegamos a Cachoeira do Beija- Flor. Esta sim tem uma queda gigantesca e também é possível chegar até a mesma nadando.

 

6 - Cachoeira do Beija-Flor (5)

6 - Cachoeira do Beija-Flor (18)

6 - Cachoeira do Beija-Flor (35)

6 - Cachoeira do Beija-Flor (40)

6 - Cachoeira do Beija-Flor (51)

6 - Cachoeira do Beija-Flor (52)

 

A água estava congelando e a força que se faz para nadar contra a correnteza é gigantesca. E olha que sei nadar, mas de calça e tênis achei que não iria conseguir chegar a rocha para me apoiar e poder alcançar o 2º andar da queda d’água.

 

Mas deu tudo certo. A sensação de atingir o topo foi sensacional!

 

 

Retornamos ao ponto de descanso junto a Cachoeira da Andorinha e fizemos nosso almoço. Comemos todos os lanches que havíamos levado, pois sabíamos que ainda havia muita caminhada no retorno e mais uma Caverna, que seria a Caverna do Cafezal.

 

Depois de uns 40 minutos percorrendo a trilha do Rio Betari, fazendo o percurso ao contrário do que foi feito até ali, chegamos a Caverna do Cafezal, que fica a cerca de 500 metros depois da entrada da Caverna Água Suja.

 

 

4 - Trilha Rio Betary (26)

9 - Caverna do Cafezal (6)

9 - Caverna do Cafezal (9)

 

Pelo que entendemos não visitamos as 2 em seguidas, para não cansar, então a Caverna do Cafezal fica por último, no retorno, para também se ter algo para fazer, pois se não seriam quase 4km de trilha apenas olhando para a mata e para o rio.

 

9 - Caverna do Cafezal (18)

9 - Caverna do Cafezal (28)

9 - Caverna do Cafezal (29)

 

 

Esta caverna foi a única que visitamos que podemos ir até o seu final, ela não é muito extensa, leva no máximo 1h para conhece-la. No final da caverna podemos avistar seu portal de entrada o que não provoca uma total escuridão em seu interior, ela é seca e é a única aberta a visitação que possui a flor de aragonita, uma formação muito linda e muito delicada que requer apenas observação, pois qualquer contato pode estragar o que a natureza demorou milhares e milhares de anos para construir. Após alguns minutos de apagão lá dentro e de muita reflexão, saímos novamente para o mundo real.

 

9 - Caverna do Cafezal (31)

9 - Caverna do Cafezal (34)

9 - Caverna do Cafezal (36)

9 - Caverna do Cafezal (37)

9 - Caverna do Cafezal (39)

9 - Caverna do Cafezal (42)

9 - Caverna do Cafezal (43)

9 - Caverna do Cafezal (45)

9 - Caverna do Cafezal (46)

 

Depois de todo trajeto, foi a hora de retornarmos pela mesma trilha! Agora evitando um pouco de água e utilizando a ponte!

 

10 - 4 - Trilha Rio Betary (1)

 

Veja na integra como foi todo nosso passeio:

 

O que Você Encontrará ao Visitar Petar? Cavernas, Grutas, Cachoeiras, Mirantes!

 

5 Dicas para Quem vai Visitar o PETAR e a Caverna do Diabo pela Primeira Vez!

 

Onde se Hospedar e Como Chegar no PETAR – Iporanga

 

Cavernas do PETAR – 1º Dia – Núcleo Santana – Trilha Morro Preto + Caverna Morro Preto + Trilha Caverna Santana + Caverna Santana + Caverna Couto


Cavernas do Petar – 2º Dia – Núcleo Santana – Trilha Rio Betary + Caverna Água Suja + Cachoeira Andorinha + Cachoeira Beija-Flor + Caverna Cafezal

 

Cavernas do PETAR – 3º Dia – Caverna do Diabo – Percurso Curto

 

Cavernas do PETAR – 3º Dia – Núcleo Ouro Grosso: Caverna Ouro Grosso, Caverna Alambari de Baixo, Cachoeira do Sem Fim, Esticadinha na Reserva Betary e por fim a Caverna do Diabo – Percurso Completo

 

Cachoeira do Meu Deus em Eldorado – Região do PETAR

 

Passeios Radicais em PETAR – Rapel, Bóia-cross, Canyoning, Tirolesa, Corrida de Aventura e Muito Mais!

 

E você já visitou o Parque do PETAR?

Como foi o seu percurso?

Deixe seus comentários e duvidas abaixo!

 

 

Jeff & Paty

Com Pé na Estrada

www.compenaestrada.com.br

 

Faça parte da comunidade Com Pé na Estrada!

 

Siga-nos no Facebook: http://www.facebook.com/compenaestrada

Faça parte do nosso Grupo no Face – https://www.facebook.com/groups/compenaestrada/

Siga nosso Insta: @ComPenaEstrada1 – https://instagram.com/compenaestrada1/

Veja nossos vídeos no Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCgEwxFyLGrpgmJdqHKZdZxA

 

Viajou? Conheceu algum destino novo? Conte-nos sua experiência que ela será publicada no blog! https://compenaestrada.com.br/viagem-do-leitor/

 

Mande suas dúvidas e/ou sugestões por e-mail: compenaestrada1@gmail.com

 

Seguro Viagem: Adquira seu Seguro Viagem com a Mondial Seguros nos Banners do Blog e ganhe 15% de desconto!

 

Booking: Toda compra realizada através dos banners do Booking em nosso Blog, o Com Pé na Estrada ganha uma comissão, mas você não tem nenhum custo extra, apenas nos ajuda a manter o blog ativo!

 

Marque suas fotos com a hashtag #compenaestrada

Anúncios

9 comentários em “Cavernas do Petar – 2º DIA – Núcleo Santana – Trilha Rio Betary + Caverna Água Suja + Cachoeira Andorinha + Cachoeira Beija-Flor + Caverna Cafezal

  1. Pingback: Cavernas do PETAR – 3º Dia – Caverna do Diabo – Percurso Curto | COM PÉ NA ESTRADA

  2. Pingback: Cavernas do PETAR – 3º Dia – Núcleo Ouro Grosso: Caverna Ouro Grosso, Caverna Alambari de Baixo, Cachoeira do Sem Fim, Esticadinha na Reserva Betary e por fim a Caverna do Diabo – Percurso Completo | COM PÉ NA ESTRADA

  3. Pingback: Cachoeira do Meu Deus em Eldorado – Região do PETAR | COM PÉ NA ESTRADA

  4. Pingback: 5 Dicas para Quem vai Visitar o PETAR e a Caverna do Diabo pela Primeira Vez! | COM PÉ NA ESTRADA

  5. Pingback: Passeios Radicais em PETAR – Rapel, Bóia-cross, Canyoning, Tirolesa, Corrida de Aventura e Muito Mais! | COM PÉ NA ESTRADA

  6. Pingback: Cavernas do PETAR – 1º Dia – Nucleo Santana – Trilha Morro Preto + Caverna Morro Preto + Trilha Caverna Santana + Caverna Santana + Caverna Couto | COM PÉ NA ESTRADA

  7. Pingback: O que Você Encontrará ao Visitar Petar? Cavernas, Grutas, Cachoeiras, Mirantes! | COM PÉ NA ESTRADA

  8. Pingback: Onde se Hospedar e Como Chegar no PETAR – Iporanga | COM PÉ NA ESTRADA

  9. Pingback: Roteiro de 3 Dias em PETAR – Núcleo Santana, Núcleo Ouro Grosso, Caverna do Diabo, Cachoeiras | COM PÉ NA ESTRADA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s