Roteiro Turístico em Poços de Caldas

Entrada Poços de Caldas

Anteriormente começamos o relato de como foi nossa viagem a Poços de Caldas. Ficamos hospedados no Hotel Vilage In, estrutura espetacular, que vale a lida no post caso esteja procurando algum local para se hospedar na cidade.

Acompanhamos junto aos guias e informativos da cidade, uma bela explanação sobre a história, cultura e desenvolvimento da cidade. Caso tenha interesse poderá ler na íntegra este relato ou descer um pouco o post e acompanhar o roteiro e visita aos pontos turísticos que realizamos.

 

Poços de Caldas (10)

HISTÓRIA E CULTURA DE POÇOS DE CALDAS

 

De um vulcão que sumiu há séculos e séculos nasceu a região onde está uma das cidades mais aconchegantes de Minas Gerais. As águas ricas em enxofre que borbulham do solo e o clima de montanha tornaram Poços de Caldas um lugar irresistível. Tanto que a cidade pode muito bem ser o sinônimo de descanso. O som das águas que surge a cada canto tranquiliza. As praças arborizadas transmitem um estado de paz e as belezas naturais renovam as energias.

No cenário de Poços no início da década de 1940, a elite intelectual brasileira caminhava pelos jardins da cidade, as famílias abastadas passavam lá os fins de semanas para tratar seus parentes nas termas medicinais e as fichas de cassino eram tão comuns que eram usadas como dinheiro nas lojas. Carmen Miranda, Santos Dumont e Juscelino Kubitschek eram visitantes frequentes.

O então presidente Getúlio Vargas usava a suntuosa suíte presidencial do Hotel Palace para trabalhar. Ele chegou a trazer móveis do Palácio do Catete, antiga sede do governo, que ainda hoje decoram o quarto de hotel mais famoso da cidade.

Mas dois fatos históricos transformaram a cidade. O primeiro foi a proibição do jogo no Brasil em 1946. O dinheiro do cassino secou, os turistas diminuíram e o glamour acabou. Depois veio a descoberta da penicilina. Frente aos antibióticos, os tratamentos termais tornaram-se obsoletos e caros.

 

Poços de Caldas (21)

No entanto, as fontes e as belezas naturais conseguiram manter a cidade como uma das favoritas para casais em lua-de-mel. A natureza local é privilegiada. Localizada no alto da Serra da Mantiqueira, a 1.200 metros de altitude, está em um vale cercado de muito verde, onde é fácil encontrar mirantes, trilhas, fontes e quedas d´água.

A grande atração continua sendo a água que borbulha do solo a uma temperatura de 40ºC. Em torno de suas fontes, a cidade cresceu, virou centro de tratamento de doenças e ganhou o maior balneário da América Latina, as Termas Antônio Carlos. Em arquitetura romana, funcionam ainda hoje a todo vapor e oferecem banhos de imersão, saunas, inalação e duchas, tudo com a famosa água sulforosa, indicada para diversas doenças.

Outra especialidade são os cristais criados no mesmo estilo dos artesãos da ilha de Murano (Itália). O pioneiro na arte com vidros na cidade mineira foi o italiano Mário Seguso, que em 1965 abriu uma loja e passou a ensinar a técnica milenar a seus aprendizes. Hoje, além da comercialização, pode-se assistir ao vivo ao processo de produção dos vidros.

 

ROTEIRO PELOS PONTOS TURÍSTICOS DE POÇOS DE CALDAS

 

Em nossa visita a Poços de Caldas, no 2º dia, depois de aproveitarmos o Hotel Village Inn conforme contamos anteriormente, nos dirigimos ao centro, para conhecer os pontos turísticos da cidade.

 

Uma boa dica é chegar cedo ao centro, por volta das 8h ou 8h30, pois assim você conseguirá escolher facilmente o local para parar em torno da Praça Dr. José Antonio Junqueira, que é a praça central onde encontrará pelo menos 60% dos pontos turísticos de Poços de caldas.

Poços de Caldas (2)

Você pode parar tranquilamente no entorno da praça e na rua do comércio, pois não é necessário pagar nenhum tipo de Zona Azul (em São Paulo, para parar o carro na via pública, em algumas regiões, paga-se uma tarifa mediante a aquisição de um talonário denominado Zona Azul).

 

Poços de Caldas (3)

Poços de Caldas (4)

 

Estacionamos próximo ao Termas Antonio Carlos na Praça Dr. José Antonio Junqueira.

 

TERMAS ANTONIO CARLOS

 

O Termas Antonio Carlos, foi erguido em 1931 e conta com arquitetura em estilo neo-romano. A visitação é gratuita.

A casa de banho é conhecida pelos seus banhos de ducha ou de imersão em águas sulfurosas. Além do banho você pode aderir outros serviços, como pacote massagens, limpeza de pele e sauna.

Para banhar-se há diversas modalidades. A básica de 20 minutos e custa R$ 40,00 por pessoa. Lembre-se que você estará em cabines individuais totalmente nu!

 

Poços de Caldas (5)

 

Outro Termas na região (mas não conhecemos) é o Balneário Dr. Mário Mourão, que oferece praticamente os mesmos serviços do Termas Antonio Carlos.

 

CALENDÁRIO FLORAL

 

Após a visitação do Termas seguimos em direção a uma feira de artesanatos muito interessante, e, ao seu lado, fica o Calendário Floral.

 

Este calendário é sensacional, pois todos os dias alguém altera as pedras de lugar, de forma que ao se deparar com o calendário, ele de fato te apresenta o exato dia em que se visita a cidade.

 

Veja na foto abaixo!

 

Poços de Caldas (6)

 

PARQUE JOSÉ AFFONSO JUNQUEIRA

Ao lado do calendário, há a entrada para o Parque José Affonso Junqueira. Neste parque há uma fonte de águas um tanto quanto diferente, tendo em vista que seus jatos d’água são muito fortes e altos! É como se as águas subissem e descessem de acordo com um ritmo musical.

 

Poços de Caldas (9)

 

PARQUE INFANTIL DARCY VAGAS

Do outro lado dela, há um parque infantil chamado Parque Infantil Darcy Vagas, com brinquedos para as crianças e um banheiro muito divertido: dentro de uma réplica de um ônibus! Este parque funciona diariamente das 8h às 18h e no horário de verão se estende até as 19hs.

 

Poços de Caldas (8)

 

RELÓGIO DAS FLORES ou RELÓGIO FLORAL

No final desta praça, há o acesso para o Parque José Affonso Junqueira, onde fica o Relógio das Flores. Esse relógio tem seus números feitos através dos arbustos, que são podados no formato exato dos números de um relógio, e os ponteiros funcionam perfeitamente.

 

Poços de Caldas (46)

 

Da Praça Dr. José Antonio Junqueira é possível ir à pé ao Teleférico. O teleférico para quem se interessar, custa R$10,00 a ida e R$10,00 a volta por pessoa e culmina na vista da cidade toda do pico da montanha onde fica o Cristo, outra atracão turística, mas, por já termos andado de teleférico antes, convenci o Jeff a abortar esse atrativo da cidade e ir para o que de fato nos interessava: experiências novas!

 

PASSEIO DE TELEFÉRICO

 

O teleférico que leva à Serra de São Domingos é considerado o maior do país, com percurso de 1.500 metros e torres que chegam a 20 metros de altura. No alto da montanha fica o monumento ao Cristo Redentor, a 1.600m de altitude, e o Aquário de Poços de Caldas, com peixes de águas doce e salgada, estrelas-do-mar, tartarugas e tubarões.
Endereço:

Endereço: Parque José Affonso Junqueira, s/n – Centro
Horário de funcionamento: segundas, quintas e sextas das 14h às 17h | sábados das 10h às 17h | Domingos e feriados das 9:00 às 16:00h

Poços de Caldas (23)

 

Feita essa opção, voltamos para buscar o carro, pois o trajeto a pé até o pico da montanha, conforme relato do recepcionista do teleférico, dura 1h30.

 

Seguimos em direção ao Cristo pelas placas espalhadas pelo centro.

 

FONTE DOS AMORES E FONTE DOS MACACOS

No caminho encontramos placas para a Fonte dos Macacos que também da acesso à Fonte dos Amores (R. Piauí, no Centro), ponto turístico inaugurado em 1.929 que apresenta uma bela estátua de um casal nu, insinuando paixão e desejo esculpida pelo artista italiano Giulio Starace. Ao lado da estátua há uma fonte, da qual todos estão convidados a beber!

As pessoas comentam que quem bebe dessas fontes junto ao seu amor, viverão eternamente apaixonados!

Que tal experimentar?!?!?!

Poços de Caldas (13)

Poços de Caldas (14)

Poços de Caldas (15)

 

O legal desse local é que você tem contato direto com os macacos. Há uma lojinha que claro se aproveita dos turistas e vende 3 bananas por R$ 2,00, para que o turista possa alimentar o macaco e tirar uma foto com ele!

Há dezenas de macacos que ficam rodeando os turistas, tentando ganhar algum alimento!

É muito legal, vale a visita!

 

Poços de Caldas (18)

Poços de Caldas (19)

Poços de Caldas (20)

 

Ao sairmos do local, continuamos seguindo as placas em direção ao Cristo.

 

 

A parada seguinte foi no:

 

RECANTO JAPONÊS ou JARDIM JAPONÊS

 

Este jardim é uma réplica de um jardim oriental. O espaço reúne construções e vegetação típicas dos recantos japoneses, além de um lago artificial cheio de carpas coloridas. As caminhadas levam à Casa de Chá, ao caramanchão Azumaya (cópia do Manj-Tei, que existiu nos jardins do palácio imperial japonês, feito de madeira e telhado de palha) e à fonte dos Três Desejos: Amor, Saúde e Inteligência. A área é toda iluminada por lampiões típicos e é de fácil acesso, em uma vertente da Serra de São Domingos, no bairro Jardim dos Estados.

 

Endereço: Rua Amapá, s/n – Jardim dos Estados

Horário de funcionamento: diariamente, das 8h às 18h

 

Poços de Caldas (26)

Poços de Caldas (27)

Poços de Caldas (28)

 

Saindo do Recanta Japonês já avistamos placas para a Pedra do Balão:

 

PEDRA BALÃO

 

É uma paisagem um tanto quanto curioso, pois não há muito como imaginar que uma pedra do tamanho daquela com mais de 10 metros de altura, possa ter ficado naquela posição sobre outras rochas. O pessoal explica que essas rochas são resultado de erosões.

 

Poços de Caldas (30)

Poços de Caldas (31)

Poços de Caldas (32)

 

Também é possível andar de cavalo. É um passeio de 10 minutos. Os cavalos dão a volta na pedra. Custa R$ 5,00 por pessoa.

Poços de Caldas (34)

 

Se você estiver disposto e quiser contemplar uma bela paisagem, pode seguir uma trilha ao lado da Pedra do Balão de cerca de 30 minutos de caminhada na subida, para chegar até o Dedo de Deus.

 

DEDO DE DEUS

 

A vista é espetacular! O mais interessante é que poucas pessoas vão ao lugar, ou seja, dá pra namorar a vontade, sem olhares curiosos! Não deixe de levar a máquina por que você vai querer tirar muitas fotos! Fica localizado no Parque Municipal da Serra de São Domingos.
Endereço:

Parque Municipal da Serra de São Domingos

·         Como chegar:

Acesso pela R. Assis Figueiredo

 

CRISTO – PARADA FINAL DO TELEFÉRICO

Saindo da Pedra do Balão e do Dedo de Deus, sabíamos que estávamos próximos do ponto mais alto da cidade, que é o desembarque do bondinho e consequentemente a vista do Cristo.

Andamos cerca de 2km e chegamos até o Cristo.

Não há nada de mais para se fazer no topo, apenas avistar toda a cidade.

Poços de Caldas (37)

 

Quando chegamos ao topo, notamos que haviam algumas pessoas chegando ao mesmo ponto que estávamos, por uma trilha. Não tínhamos informação dessa trilha, mas imagino que deva ser uma hiper caminhada ladeira acima, rss, ta doido! Haja coragem e disposição!!!

 

Poços de Caldas (36)

 

Depois de chegarmos ao ponto mais alto da cidade, pegamos o carro ladeira abaixo, sentido novamente o centro, para conhecermos as 2 principais cachoeiras de Poços de Caldas.

 

Cascata das Antas

 

A Cascata das Antas fica dentro da Hidroelétrica das Antas. Essa hidroelétrica foi inaugurada em 1.898 pela empresa Força e Luz, passando a ser uma das primeiras cidades do país a gerar a própria energia elétrica. O glamour do ponto turístico está ligado às suas quedas d’água. No espaço há vários pontos para contemplação da paisagem.

Endereço: Rua Sílvio Monteiro dos Santos, s/n – Vale das Antas
Horário de funcionamento: Segunda a sexta: 8h às 17h30 | Sábados, domingos e feriados: 8h às 18h

 

Poços de Caldas (42)

Poços de Caldas (40)

Poços de Caldas (38)

 

Após visitarmos a Cascata das Antas, seguimos novamente em direção ao centro, agora pelo caminho oposto, para pegarmos a Av João Pinheiro que nos levaria a Cachoeira Véu das Noivas. Não há número na entrada, mas fica na altura do número 3.800 desta avenida. Cuidado para não passar reto! Há apenas uma pequena placa informando a entrada para da cachoeira.

 

 CACHOEIRA VÉU DAS NOIVAS

 

Situada no Ribeirão das Antas, a cachoeira Véu das Noivas é formada por três quedas d’água, sendo que a principal possui 10 metros de altura por 15 metros de largura. As águas formam corredeiras e avançam em uma velocidade que encanta. A Cachoeira está localizada dentro do Complexo Turístico Véu das Noivas, a paisagem é composta por mata ciliar e rochas. No local, há um trenzinho que realiza passeios nos limites do parque no qual é possível contemplar a beleza natural do local, composta por pinheiros, flores e plantas ornamentais. Além da feira de artesanato que funciona no antigo restaurante

Endereço: Av. João Pinheiro, s/n – Parque Véu das Noivas (saída para São Paulo)
Horário de funcionamento: Segunda a sexta: 8h às 17h30 | Sábados, domingos e feriados: 8h às 18h

 

Poços de Caldas (45)

Poços de Caldas (44)

 

 

logo Walter World

 

Também é possível em uma tarde ou uma manhã, visitar o Parque Walter World.

Nós deixamos para visitar o parque no último dia, após o check out.

Veja o relato abaixo:

Parque de Diversões Walter World – Poços de Caldas

 

E você já foi para Poços de Caldas?

O que achou?

Como foi o seu roteiro?

 

Deixe seus comentários abaixo!

Entrada Poços de Caldas

 

Jeff & Paty

Com Pé na Estrada

www.compenaestrada.com.br

 

Faça parte da comunidade Com Pé na Estrada!

 

Siga-nos no Facebook: http://www.facebook.com/compenaestrada

Faça parte do nosso Grupo no Face – https://www.facebook.com/groups/compenaestrada/

Siga nosso Insta: @ComPenaEstrada1 – https://instagram.com/compenaestrada1/

Veja nossos vídeos no Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCgEwxFyLGrpgmJdqHKZdZxA

 

Viajou? Conheceu algum destino novo? Conte-nos sua experiência que ela será publicada no blog! https://compenaestrada.com.br/viagem-do-leitor/

 

Mande suas dúvidas e/ou sugestões por e-mail: compenaestrada1@gmail.com

 

Seguro Viagem: Adquira seu Seguro Viagem com a Mondial Seguros nos Banners do Blog e ganhe 15% de desconto!

 

Booking: Toda compra realizada através dos banners do Booking em nosso Blog, o Com Pé na Estrada ganha uma comissão, mas você não tem nenhum custo extra, apenas nos ajuda a manter o blog ativo!

 

Marque suas fotos com a hashtag #compenaestrada

 

Anúncios

4 comentários em “Roteiro Turístico em Poços de Caldas

  1. Pingback: Hotel Vilage Inn – Poços de Caldas | COM PÉ NA ESTRADA

  2. Pingback: Parque de Diversões Walter World – Poços de Caldas | COM PÉ NA ESTRADA

  3. Olá!

    Ótima explanação. Tive a impressão, de que dá para conhecer tudo em 2 dias (incluindo o teleférico). Estou correto?

    Pretendo chegar numa 5ª, por volta das 15h00min, e ir embora no domingo, após o almoço. Dá para conhecer bem ou estou enganado?

    Parabéns pelo site!

    • Olá Cristiano, que bom que conseguimos te ajudar!!!
      Sobre o tempo, dá sim, muito tranquilo.

      Em dois dias você conhece os principais pontos turísticos sem problema algum.

      Se quiser incluir alguma trilha ou cachoeira, como terá um dia a mais, ainda sim é possível.

      Depois.compartilhe conosco como foi sua viagem!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s