Primeira Viagem de Cruzeiro? Veja Dicas para os Navegantes!

??????????????????

 

ANTES MESMO DE PENSAR EM RESERVAR SUA CABINE

 

A escolha da companhia marítima é o ponto decisivo entre o cruzeiro dos sonhos e o pesadelo em alto mar. Existem dezenas de empresas que que operam na costa brasileira e centenas pelo mundo. Certamente todas buscam se diferenciar em algum requisito, seja pelo preço, pela qualidade do serviço prestado, tamanho do navio, tipos e qualidade das comidas e bebidas servidas, quantidade de estrelas, atividades à bordo, etc.

Tendo em vista todos estes pontos, escolher a companhia certa para sua viagem não é fácil, visto que você tem que alinhar suas expectativas com quanto pode pagar, e sempre queremos pagar pouco e esperar muito!

Certamente no Brasil as mais conhecidas e bem avaliadas são a MSC, a Costa e a Royal Caribbean. Elas não tem os cruzeiros mais baratos, mas a qualidade é ótima, o que faz valer o custo benefício. Escolhendo uma dessas empresas, com certeza você terá uma satisfação entre 80 e 100%.

Faça uma pesquisa básica sobre a companhia que você está para fechar no site Reclame Aqui. Não se apegue a “reputação” da empresa, mas veja quais são as reclamações mais frequentes e qual é a resposta que a companhia oferece. É um bom indício de quais são as melhores companhias.

Atualmente os cruzeiros temáticos são muito populares e tem para todos os gostos: cruzeiros fitness, de artistas, flash back, carnaval, encontros de grupos específicos… Escolha bem seu cruzeiro, compare com o seu perfil e o que você espera desta viagem. Ir para um cruzeiro de carnaval procurando paz e sossego é totalmente incoerente. Do mesmo modo dificilmente você encontrara vários jovens no cruzeiro do Roberto Carlos. Na dúvida, prefira um cruzeiro sem tema.

Se você quer viajar sozinho(a) vá sem medo. Cruzeiros tem entretenimento garantido, as pessoas são mais receptivas e você ficará muito a vontade. Só tem um problema: quase todas as cabines são para no mínimo duas pessoas, então você pagará o preço de duas pessoas mesmo indo só. Pouquíssimas companhias tem cabines para uma pessoa, e mesmo os que tem, custa quase o mesmo que a cabine dupla.

 

A RESERVA DA CABINE

 

Você pode reservar seu cruzeiro diretamente com a companhia marítima ou através de agências de viagens. Em geral os preços são os mesmos. Prefira a agência pois traz mais comodidades. Mas não deixe de pesquisar o preço e verificar se comprando diretamente com a companhia não sai mais barato.

Leia atentamente o contrato do cruzeiro.

Quando possível escolha sua cabine! Ela será seu castelo durante toda a viagem e é muito importante escolher a cabine certa para você. Tudo que você precisa saber é:

Cabines internas: são pequenas, sem janela e o banheiro é muito pequeno. São ótimas para quem quer trancar a porta e dormir, pois como não tem janelas é só apagar a luz e escuridão é total. São as que menos balançam e as mais baratas também.

Cabines externas: iguais as cabines internas, mas com uma janela que não abre. Na minha opinião são péssimas. A janela deixa entrar muita claridade, mesmo com a cortina fechada, e como não abrem costumam embaçar, não lhe dando vista nenhuma. São mais caras que as internas.

Cabines externas com varanda: maiores que as anteriores, tem uma varandinha para que você possa apreciar a vista. São consideravelmente mais caras se comparadas com as internas, mas se você puder pagar ou for a única disponível é uma ótima opção.

Suítes, Deluxe e Presidências: cabines enormes, algumas chegam a ter cem metros quadrados. Elas têm camas maiores, salas de estar, varanda e algumas até banheiras. É nelas que os reis se hospedam. Os mimos nestas cabines são diferenciados das outras: geralmente elas são decoradas com flores, obras de arte, tem frutas a disposição, frigobar cheio, amenidades no banheiro exclusivas e muitas outras vantagens. É claro que estas cabines são para poucos, custando até dez vezes mais que uma cabine interna.

 

Diferente de hotéis, geralmente sabemos no momento da reserva o número exato da cabine e sua localização.

Saiba onde sua cabine está localizada! Cabines na proa e na popa balançam mais, prefira as cabines no meio do navio. Veja também onde ela se localiza em relação a outros ambientes. Cabines perto de elevadores, bares e salões de festas podem significar um movimento constante bem na sua porta, evite!

Contudo, cabines em decks mais altos (mas não perto dos lugares agitados) trazem mais comodidade pois você andará menos para chegar nas áreas de lazer (mas quanto mais alto o deck, mais caro custa a cabine).

Caso seu contrato de reserva indique “cabine garantida”, isto quer dizer que você só saberá qual é o número da cabine e sua localização no momento do embarque. Não será possível escolher a cabine e de nada adianta ser o primeiro a chegar no porto. É a companhia que escolherá em qual cabine você vai ficar. Este sistema traz como vantagem um preço mais baixo e uma possibilidade (pequena) de upgrade gratuito de categoria.

Existem cabines para dois, três ou até quatro hóspedes.

Para quem viaja com a família ou crianças, alguns navios oferecem cabines conjugadas, ou seja, duas cabines uma ao lado da outra, com acesso interno entre elas e que podem ser separadas por uma porta. Muito bom para quem vai com os filhos.

Se você for deficiente físico ou ter algum problema de locomoção, informe isto no momento da reserva da cabine para que seja adaptada as suas necessidades.

As cabines são pequenas, mas muito bem planejadas. Os armários são embutidos e em todo canto há uma gaveta. O espaço do chuveiro é bem apertado, mas você se acostuma.

 

O QUE LEVAR E O QUE NÃO LEVAR

Não há limite de bagagem. A Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos sugere levar dois volumes por passageiro, cada um deles com no máximo 20 kg e o tamanho 40 cm x 60 cm x 30 cm.

É proibido levar a bordo itens que emitam calor (como ferros de passar, chapinha, velas, incensos), armas, drogas, alimentos, bebidas ou objetos pontiagudos (facas e tesouras). Toda bagagem está sujeita a inspeção por cães farejadores.

Para o dia a dia dentro do navio, basta um vestuário informal (bermudas, camisetas, vestidos, sandálias, chinelos). Para fazer turismo em terra firme, o melhor é ter roupas confortáveis, escolhidas de acordo com o clima das paradas. Quem gosta de se exercitar pode pôr na mala também roupas de ginástica. Em geral, os navios têm academia, pista de caminhada e uma programação de aulas de exercícios.

Recomenda-se não usar trajes de banho nos corredores. Leve saídas de praia, camisetas e shorts para facilitar a passagem da piscina para o interior do navio.

Cruzeiro00004

 

Durante os jantares a bordo, não devem ser usadas roupas de banho, shorts e camisetas. Vale verificar com a companhia quais são os trajes exigidos nos jantares de cada roteiro: a maioria aceita esporte ou esporte fino, mas pode haver eventos de gala (quando é assim, especifica-se no programa da viagem).

Além das roupas, não se esqueça de colocar na mala protetor solar, remédios (inclusive para enjoo) e máquina fotográfica. Muita gente também gosta de levar binóculos, para curtir melhor a vista.

No primeiro dia, é importante levar uma bolsa de mão com uma muda de roupa, traje de banho, remédios e outros objetos pessoais. Cada navio leva em torno de 3.000 malas, e elas podem demorar a chegar à cabine.

É indispensável colocar uma etiqueta na mala com os dados do passageiro (nome, endereço, telefone) e do navio (nome, número da cabine). Em geral, as próprias companhias fornecem essa etiqueta.

 

DOCUMENTAÇÃO

 

Para cruzeiros nacionais ou pela América do Sul somente é necessário o RG original, em bom estado e com menos de dez anos de emissão.

Para cruzeiros internacionais (fora da América do Sul) é preciso ter passaporte válido.

Verifique se o navio atracará em algum país que exige visto para entrada de brasileiros e tenha certeza de providenciar este visto antes da viagem.

Alguns países exigem vacina contra a Febre Amarela para a entrada. Verifique com a sua companhia ou agente de viagens se na sua viagem isto será necessário e tome a vacina com pelo menos dez dias de antecedência a viagem.

Menores viajando com somente um dos responsáveis legais (ou com nenhum) precisam ter uma carta de autorização de viagem, em que o outro responsável toma ciência da viagem e autoriza o menor a embarcar. Esta carta deve ter firma reconhecida em cartório.

Não são aceitas em nenhuma hipótese cópias de documentos.

 

EMBARQUE

 

Verifique com antecedência a melhor maneira de chegar ao porto de partida. Muitas companhias oferecem um serviço opcional de traslado (por exemplo, de São Paulo para Santos).

 

documentacao-para-cruzeiros-nacionais-para-embarcar-em-um-cruzeiro-nacional-os-viajantes-brasileiros-devem-apresentar-um-documento-de-identidade-valido-dentro-do-brasil-como-passaporte-rg-ou-1350587059659_750x

 

Geralmente, o embarque começa quatro horas antes da partida do navio, e termina duas horas antes. Quem chegar depois disso corre o risco de não embarcar.

Os embarques sempre são realizados após as 11h da manhã. Não se recomenda chegar antes desse horário, pois os terminais ficam lotados de passageiros que estão desembarcando.

Ao chegar ao terminal, dirija-se ao setor de bagagem para deixar as malas. Elas serão levadas diretamente à sua cabine. Em seguida, é preciso ir até o balcão de atendimento da companhia para realizar o check-in (mostrar os documentos e receber as informações sobre o embarque).

Amigos e parentes podem ir se despedir no terminal, mas não podem entrar no navio.

 

 

A BORDO

 

Os cruzeiros costumam ter várias atividades gratuitas programadas, que podem ser acompanhadas no informativo deixado nas cabines diariamente. Sessões de ginástica e ioga, aulas de danças, gincanas, teatro e música ao vivo são alguns exemplos. Em alguns casos, é preciso fazer reserva para participar.

Devido às exigências sanitárias, não é permitido consumir a bordo alimentos e bebidas adquiridas fora do navio.

Como alguns locais de parada não têm porto (por exemplo, Búzios, Fernando de Noronha e Punta Del Este), o embarque e o desembarque é realizado em lanchas ou outros barcos menores que saem do navio até terra firme. Fique atento aos horários desses barcos.

Os navios têm lojas que vendem produtos de grife (roupas, joias, bebidas, maquiagem etc.) a preços mais baixos. Mas as compras só podem ser feitas quando o navio estiver navegando em alto mar, e elas fecham quando ele está atracado. A mesma regra vale para os cassinos.

É bom lembrar que menores de 18 anos não podem circular pelo cassino.

 

GASTOS

 

Os gastos a bordo são em dólar e costumam ser computados em um cartão magnético, entregue no momento do embarque. Dentro do navio, é preciso definir, no local indicado pela companhia, qual é o meio de pagamento que será vinculado ao cartão (cartão de crédito ou dinheiro em espécie, por exemplo).

O preço dos cruzeiros inclui, de modo geral, a acomodação na cabine, a maioria das refeições diárias e do entretenimento a bordo (atividades recreativas, espetáculos e festas) e o uso de todas as instalações (piscina, biblioteca, discoteca etc.).

Alguns itens que não costumam estar incluídos são: bebidas, excursões opcionais em terra, jogos no cassino, serviços de lavanderia, spa e cabeleireiro, fotos do fotógrafo oficial. Quando o cruzeiro oferece o sistema all inclusive, também inclui bebidas alcoólicas e não alcoólicas. Alguns navios têm ainda restaurantes especiais, que cobram pela refeição.

Todos os navios têm serviço médico, mas a consulta é paga à parte. Sugere-se a contratação de seguro de saúde pelo prazo específico de duração do cruzeiro para que possa pedir reembolso das despesas pagas do seguro contratado.

 

GORJETAS

Elas são obrigatórias e em cruzeiros brasileiros geralmente já estão inclusas no valor total pago a agência de turismo.

Se elas não foram pagas, haverá na cabine, no dia de sua chegada, uma lista padrão de valores a serem pagos para cada profissional. A norma internacional manda dar gorjetas a camareiros, garçons e maitres. Estes valores de gorjetas serão incluídos em sua conta final, então não precisa se preocupar com elas durante seu cruzeiro.

Geralmente crianças menores de cinco anos não pagam gorjetas.
Além da gorjeta, será deixado em sua cabine (geralmente no último dia), um envelope em branco para gratificação opcional pelo serviço prestado de determinado tripulante. Vale a pena deixar uma gorjeta extra se o serviço prestado foi excepcional.

As gorjetas devem ser pagas em dólares.

Também junto a este envelope é deixado um formulário de pesquisa de satisfação. É muito importante para a tribulação seu preenchimento e, se você foi muito bem atendido por alguém, não deixe de citar o nome do tripulante nesta pesquisa, muitas vezes esta atitude vale mais que uma gorjeta.

 

Tivemos a experiência de alguns profissionais que nos atenderam super bem, solicitarem de uma forma extremamente gentil e cordial que pudéssemos elogiá-los neste feedback.

 

Muitos deles ganham suas promoções e também remunerações extras quando isso ocorrem, pois o objetivo das grandes companhias de cruzeiros é lhe gerar nada mais e nada menos do que 100% de satisfação nos 100% dos serviços oferecidos à bordo.

 

Normalmente pensamos não damos muito valor ao trabalho dos tripulantes, todavia pelo que conhecemos e conversamos de forma mais pessoal com alguns deles, o trabalho é extremamente estressante, quase sem folga e muito agitado. Ganha-se bem, mas a maioria deles vem de países bem pobres e de famílias muito simples, inclusive em alguns casos eles deixam suas famílias em casa por uma oportunidade no cruzeiro, em busca de dinheiro e qualificação, para que possam oferecer um futuro melhor aos seus entes queridos.

 

Então dê uma atenção especial a este feedback, invista alguns minutos no preenchimento e deposite no local informado.

 

SAÚDE


Para evitar doenças, pedirão para que você lave as mãos com álcool em gel sempre que entrar ou sair de um restaurante ou banheiro. Chega a ser irritante, mas eles estão certos em garantir que nenhuma doença se proliferará à bordo, colabore!

Todo navio possui um ambulatório e ao menos um médico para atender os passageiros com problemas de saúde e emergências. Eles também tem remédios para fornecer e em casos graves podem solicitar o resgate do paciente e sua internação em hospitais. Mas atenção: todo atendimento médico feito à bordo é pago a parte e um simples esparadrapo pode lhe custar mais caro que toda a viagem.

Considere fazer um seguro viagem, especialmente se o cruzeiro ter mais de quatro dias. Não custa muito e você fica assegurado financeiramente em caso de problemas de saúde.

Você pode realizar seu seguro saúde diretamente pelo Blog do Com Pé na Estrada, através da parceria que temos com a Mondial Seguros!

 

Mondial Seguros

Clicando em qualquer um dos banners da Mondial Seguros você ganha 15% de desconto colocando o código informado abaixo dos banners!!! Para você não envolve nenhum custo extra, e para nós é uma satisfação em ajudá-lo além é claro de sermos comissionados pela Mondial Seguros pela oferta do serviço a você!

 

Para dúvidas e maiores informações, você pode ler o post da parceria entre o blog Com Pé na Estrada e Mondial Seguros:

Seguro para Viagem – Mondial Seguros – Parceria com o Blog Com Pé na Estrada! Segurança Total para sua Viagem!

Não se esqueça de passar protetor solar várias vezes ao dia.

Beba muita água e maneire nas bebidas alcoólicas para não ficar desidratado e não enjoar com o balanço do navio.

Falando de bebidas alcoólicas, muito cuidado quando estiver mais “alegre” e resolver ir se debruçar ou sentar nas bordas do navio. No geral não existe proteção e a queda pode ser fatal.

 

BEBIDAS

Em geral as bebidas não estão inclusas e devem ser pagas a parte. Está é uma das maiores dúvidas e preocupações dos viajantes, por isso vou explicar direitinho.

No Brasil, um dos únicos cruzeiros que incluí bebidas são os da CVC / Pullmantur. São incluídas as bebidas alcoólicas e não alcoólicas durante as refeições. O consumo durante as refeições é ilimitado. Fora do período de refeições elas deverão ser pagas a parte, como nos demais cruzeiros.

A água é sempre gratuita em todos os cruzeiros. Mas atenção: só é gratuita a água do mar (água salgada tratada para consumo). Não faz mal nenhum tomar está água e ela está disponível em todos os restaurantes e você pode encher copos com água e levar para sua cabine. A água mineral engarrafada é paga a parte.

Café, chá e suco de máquina também são gratuitos e servidos a vontade nos restaurantes.

Em todos os cruzeiros, uma lata de cerveja ou refrigerante custa em média 5 dólares. Um drink com destilado custa cerca de 10 dólares.

Calcule uma média de 50 dólares gastos por dia e por pessoa com bebidas.

As bebidas oferecidas são sempre de alta qualidade e há sempre grande variedade de marcas e tipos.

A maioria dos cruzeiros oferece pacotes de bebidas. Estes pacotes podem ser comprados pela internet ou no primeiro dia de embarque no navio. Eles dão o direito de consumir ilimitadamente algumas bebidas durante todos os dias de sua viagem.

Existem pacotes de consumo ilimitado só de refrigerantes, só de cervejas, só de vinhos, só de destilados, etc. A maioria das companhias cria combos, ou seja, um pacote ilimitado incluindo todas as bebidas: refrigerante, cerveja, vinho e destilado.

Os pacotes devem ser fechados para todos os dias de sua viagem. Não é possível fechar o pacote fracionado.

Consulte o preço dos pacotes diretamente com a companhia marítima, mas em geral um pacote de refrigerante ilimitado custa cerca de 15 dólares por dia e um pacote com todas as bebidas ilimitadas custa cerca de 70 dólares ao dia.

Os pacotes são individuais e é expressamente proibido duas ou mais pessoas utilizarem um só pacote. Caso qualquer funcionário do navio lhe flagre dividindo um pacote de bebidas (por exemplo: você vai no bar e paga um cerveja para seu tio e um minuto depois volta no bar e paga outra para você) ele irá notificar a segurança do navio, que irá lhe abordar e aplicar as sanções estabelecidas. Não se esqueça que para tudo você assina um contrato.

Compartilhar um pacote de bebidas pode gerar multa e em determinados casos acabar com seu cruzeiro antes da hora.

Na maioria das vezes fechar um pacote de bebidas vale a pena, mas leve em conta seu consumo médio, quanto tempo você ficará à bordo e qual o preço das bebidas individuais. Faça as contas e veja se compensa!

 

INTERNET E SINAL DE CELULAR

Todos os navios possuem computadores conectados a internet e rede wi-fi para uso dos hóspedes, contudo a internet é paga a parte e custa caro (tanto a com fio quanto a sem fio).

Caro quanto? Calcule uma média de 30 dólares ao dia que usar.

Enquanto o navio estiver navegando você não terá sinal de celular. Somente quando ele atraca nos portos nacionais é possível ter sinal.

A melhor e mais barata maneira de utilizar a internet (e ligar para casa se for o caso) é ir em uma lan house na cidade em que o navio está.

 

A VIDA À BORDO


Todos os dias será deixado em sua cabine o Jornal de Bordo com a programação do dia seguinte. Nele estão todas as atividades, shows, diversão, restaurantes e tudo mais que você pode fazer no navio e os passeios fora dele. Aproveite e marque tudo que você quer fazer durante o dia, esta é uma ótima forma de se programar.

O serviço de quarto está incluso e você pode usar a vontade, pode aproveitar!

Existem muitos serviços pagos a parte: cassinos, internet, spa, jogos, passeios, bebias premium…

E fique esperto, todos os valores estão em dólares.

Cruzeiros marítimos são uma ótima forma de viajar com a família. Existe diversão para todos os gostos, comida para todos os gostos e todos podem ficar a vontade em diversos ambientes diferentes.

A programação do navio incluí sempre festas temáticas, sendo a mais popular o jantar do comandante. Sempre tem! Ela em geral ocorre em algum salão do navio e você não é obrigado a usar sua roupa social (muitas pessoas usam, mas se você não gosta não se preocupe). Participar destas festas é opcional, enquanto uma festa está acontecendo aqui outra está acontecendo ali, vá na que mais lhe agradar.

Seu navio sempre aporta em cidades pré programadas. Você é informado em que cidades o navio aportará através do Jornal de Bordo. Aproveite para turistar e conhecer novos lugares, fazer passeios e compras. Mas não se esqueça da hora da partida. Se você perder, terá que gastar um bom dinheiro para encontrar o navio no próximo porto.

O seu cruzeiro também fornece passeios em terra (pagos a parte, é claro).  Eles não são a forma mais barata de conhecer o lugar, mas a vantagem é que você terá prioridade no embarque e desembarque e não corre o risco de esquecer a hora da partida.

E por fim, sinta-se livre! Você pode sentar em um dos bares as duas da tarde e ficar lá até de noite. Pegar uma espreguiçadeira e ficar tomando sol na piscina. Dançar em uma das festas. Jogar no cassino. Curtir um show no teatro. Sentar de frente para o mar e ler um livro. Opções não faltam para você ser feliz.

 

TOMADAS E VOLTAGEM

 

A tensão a bordo é 110/220 V. Os únicos aparelhos elétricos permitidos nas cabines são barbeadores, secadores de cabelo, carregadores de bateria e computadores. Nenhum tipo de gerador de calor é permitido.

Normalmente no Escritório de Informações você consegue adaptadores de tomada à disposição para utilização de aparelhos elétricos que também podem ser fornecidos através do serviço de quarto (Room Service).

tomada-do-navio

DESEMBARQUE

 

No último dia de cruzeiro será deixada em sua cabine o extrato das despesas à bordo. Confira se está tudo certo. Para aqueles que optaram por pagar com o cartão de crédito, não tem com que se preocupar, pois o débito será automático. Para quem optou por pagar em dinheiro é bom ir o quão antes na recepção do navio quitar seus débitos, as filas costumam ser enormes na última hora.

Caso os débitos sejam menores que o depósito feito no check-in, o valor da diferença será devolvida para você. Caso tenham sido maiores, você pode acertar o que falta em dinheiro ou cartão de crédito.

Na última noite do cruzeiro você deve deixar suas bagagens na porta de sua cabine. Você será avisado pelo Jornal de Bordo, pela televisão, pela camareira e por quem mais cruzar o seu caminho. A mala tem que estar pra fora da cabine até a hora determinada. Caso mesmo com tantos lembretes você se esqueça, seu desembarque pode demorar muito, pois dependendo do tamanho da mala é proibido desembarcar com ela.

Não esqueça de deixar a roupa que vestirá no dia seguinte junto com sua bagagem de mão, ou você corre o risco de desembarcar de pijamas.

Vale lembrar que na mala de mão também devem estar seus documentos, itens de valor e seu cartão de hóspede (você não desembarca sem ele).

Se você comprou bebidas alcoólicas no free shop, elas serão deixadas durante a madrugada desta última noite na porta da sua cabine.

O desembarque acontece até as dez horas da manhã, então não precisa se desesperar. Tem sim que levantar cedo, mas aproveite para tomar um belo café da manhã (geralmente servido até as nove), dar uma volta pelo navio e bater as últimas fotos.

O serviço de quarto não funciona na manhã do desembarque.

Em viagens internacionais aportando no Brasil, alguns passageiros podem ser escolhidos pela alfândega para verificação da bagagem (a cota de compras é a mesma de viagens aéreas: US$ 500,00).

Em algumas companhias, caso algum item tenha sido apreendido durante seu embarque (desde que não sejam itens ilegais), ele será devolvido no desembarque. Verifique com a tripulação.

Olhe para o mar uma última vez, prometa voltar quando der e pegue sua mala no saguão do porto.

 

 

Jeff & Paty

Com Pé na Estrada

 

 

Sigo-nos no Facebook: http://www.facebook.com/compenaestrada

Faça parte do nosso Grupo no Face – https://www.facebook.com/groups/compenaestrada/

Siga nosso Insta: @ComPenaEstrada1 – https://instagram.com/compenaestrada1/

Mande suas dúvidas e/ou sugestões por e-mail: compenaestrada1@gmail.com

Seguro Viagem: Adquira seu Seguro Viagem com a Mondial Seguros nos Banners do Blog e ganhe 15% de desconto!

Booking: Toda compra realizada através dos banners do Booking em nosso Blog, o Com Pé na Estrada ganha uma comissão, mas você não tem nenhum custo extra, apenas nos ajuda a manter o blog ativo!

Anúncios

2 comentários em “Primeira Viagem de Cruzeiro? Veja Dicas para os Navegantes!

  1. Pingback: Viagem de Cruzeiro – 1º dia – Embarque + Tour pelo Navio + Festas! | COM PÉ NA ESTRADA

  2. Pingback: Roteiro de 7 dias em um Cruzeiro pela América do Sul! | COM PÉ NA ESTRADA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s